Estratégia, matriz SWOT e UVP – Marketing Digital #06

Tempo de leitura: 34 min

Escrito por admin-infopetra
em 14 de setembro de 2021

Já vai preparando o seu cérebro! Porque nessa aula, você vai pensar muito em estratégia de marketing. Você vai aprender a montar uma UVP e também vai preparar esse documento aqui, ó a Matriz SWOT do seu produto, negócio ou serviço. Esse documento aqui, já está disponível para download, e eu recomendo, ó, imprimir vários deles, porque a gente vai treinar pra caramba nessa aula! ♪ Música de abertura ♪ Olá, pequeno gafanhoto! Seja bem-vindo a mais uma aula do seu curso de Marketing Digital totalmente patrocinado pela Hostnet hospedagem de sites. Meu nome é Gustavo Guanabara, eu sou o seu professor e nessa aula aqui a gente vai continuar os fundamentos do marketing. Essa é a 5º aula e nós vamos dá prosseguimento aquele processo de marketing que a gente começou desde a 1º aula e ainda está em andamento, mas são muitos conceitos e é muito importante que você saiba todos esses fundamentos. E até a aula passada, a gente viu aqui do lado ó, o primeiro tópico, que é o de reconhecer e entender as necessidades dos nossos clientes. Isso é a coisa mais importante dentro do marketing, é o primeiro passo a ser seguido. Se você não consegue entender as necessidades do seu público, você não vai conseguir criar um produto ou um serviço para poder atendê-las. Então se você chegou a essa aula porque viu no título, ou viu na descrição: matriz SWOT e quer algumas dicas para poder criar um, quer ver exemplos de matrizes SWOT’S de outras empresas ou de outros serviços, tem tudo aqui nessa aula! Mas nunca se esqueça, essa é a 5º aula, então obviamente você pressupõe que existem outras 4 e que são muito importantes. E eu digo mais, além das aulas tradicionais que você está vendo, essa 5º aula, tem muito mais vídeos, a gente tem estudo de caso e a gente já tem vários verbetes lançados no nosso glossário. A maneira mais fácil de acessar isso, é aqui ó: cursoemvídeo.com, você acessa o site, vai na área de cursos, acessa o curso de Marketing Digital e você vai ter tudo organizado! O que é aula, o que é estudo de caso e o que é glossário. Então fica o convite aí ó, aqui em cima nos interatividades já apareceram vários links, se você clicar aqui no “izinho” você vai ver vários conteúdos, tudo organizado para melhorar e facilitar o seu aprendizado. Mas vamos dá prosseguimento e descer um pouquinho mais no processo de marketing aqui vendo o passo 2 que é o elaborar uma estratégia. E antes da gente vê o conceito, né, o fundamento por trás disso, quando eu digo: “Eu quero uma estratégia para tal coisa” e essa coisa pode ser a mais simples do mundo, por exemplo: vou entrar de férias, quero planejar a estratégia das minhas férias. Quando eu entro de férias, eu não preparo a minha mochila, pego a chave do carro, vou embora sem rumo e decido no meio do caminho. Tudo tem que ser planejado antes e com o marketing também é assim. Conceitualmente, o que é dito é o seguinte: “A estratégia de marketing é o planejamento de como chegaremos ao cliente ou como chegaremos a um objetivo, criando o valor esperado e construindo fidelidade.” E eu deixei aqui do lado a palavra valor marcado, porque na aula passada eu expliquei um pouco mais sobre valor, então mais uma vez eu quero te pedir, não pule etapas, você vai se enrolar lá na frente. A partir da construção de uma estratégia, a gente consegue criar um plano e parte desse plano vai ser no nosso caso, do nosso curso, a utilização de marketing digital para a gente poder divulgar um produto, marca, serviço o que quer que seja. Mas é importante que antes de você pular todos os conceitos de marketing fundamentais, só com o objetivo de aprender marketing digital, quando chegar lá na frente,
na aula de marketing digital, eu vou falar muitos conceitos que estão nessas aulas. Então, faz esse favor por você mesmo, não pule conteúdos. E aí para você preparar uma estratégia, alguns passos devem ser seguidos, primeiro deles é saber quais são os seus objetivos com esse produto, serviço ou marca. Defina claramente na sua cabeça quais são os objetivos, porque você está criando isso, porque que serão lançados esses produtos ou serviços. Em seguida, outra coisa que a gente viu nas aulas anteriores, defina o seu mercado alvo, onde eu vou atuar? E como eu já disse anteriormente, tentar agradar a todo mundo é não conseguir agradar a ninguém. Segmente, organize o seu público-alvo, trace um perfil dele para você poder atendê-lo da melhor maneira possível. Outra coisa muito importante para quando você trabalha a estratégia de um produto, é saber qual é a proposição de valor pra ela e aí vem o conceito de UVP, que a gente vai ver um pouquinho mais pra frente. E também não adianta a gente planejar isso tudo se a gente não sabe quais são os recursos disponíveis pra tanto. Eu quero criar uma empresa, quero criar uma loja, quero criar qualquer coisa, mas eu não tenho recursos para isso,
eu não tenho grana, ou eu não tenho espaço, ou eu não tenho público, então você tem que ter, tem que ter claro na sua mente quais são os recursos que você precisa para começar os seus trabalhos. Então, esses aqui são os passos básicos para você elaborar uma boa estratégia. E como eu disse anteriormente, vamos usar um exemplo simples para eu poder te explicar o que é uma estratégia. Você entrou de férias e quer relaxar com a sua família ou com seus amigos, ou não sei, enfim, você vai entrar de férias, você quer descansar, vamos começar a elaborar uma estratégia a partir daí, seguindo aqueles pontos que a gente viu anteriormente. Então você tem uma meta, você tem um objetivo, que é descansar durante as suas férias. Onde eu quero descansar? Qual o local que eu quero descansar? Aí a primeira coisa que vem na cabeça, sei lá, vou fazer uma viagem para paris. Afinal, você começa já pensando alto. E aí você começa a analisar duas coisas muito importantes. Objetivo você tem, que é descansar nas férias. Outra coisa que você tem que analisar são: o ambiente e os recursos. A gente já vai ver que ambiente é um pouco mais amplo do que isso. Mas vamos começar a pensar: “Ah, beleza, eu vou analisar o ambiente de Paris. Pô, é um lugar legal, cheio de pontos turísticos, pessoas lá caminhando, tudo mais, lugares para visitar, comidas, bebidas…” Mas tem um pequeno problema, no momento em que a gente está vivendo agora, no momento que eu estou gravando esse vídeo, Paris está sofrendo muitos ataques terroristas, então isso seria um fator para que você estrategicamente decida, ó, está ficando difícil, tem um fator contra, isso não vai impedir totalmente, mas é um ponto negativo. É assim, é com esse raciocínio que você vai tratar a estratégia. Não adianta você pensar que estratégia vai dá tudo certo, vai ser tudo bonito, é tudo em um ambiente maravilhoso, não! E é exatamente para isso, para te ajudar com isso que a gente tem esse documento aqui, que mais para frente você vai entender melhor o que é. Outro problema que eu tenho que analisar, são os recursos, uma viagem para Paris, passar muitos dias, é meio complicado, você olha, vou ter 20 dias de férias, passar 20 dias em Paris? Eu não vou ter recursos financeiros suficientes para isso. E aí você já começa a mudar de ideia, você já abaixa um pouquinho o nível e aí pensa em um plano B, sei lá, Fernando de Noronha, gosto pra caramba, é um lugar legal, dentro do Brasil, um pouco mais barato, beleza! Está dentro das minhas possibilidades financeiras. O grande problema é que quando a gente pensa em recurso, a gente pensa ó, em grana. E nem sempre grana é um recurso único, podem existir outros. Por exemplo, Fernando de Noronha, vou descansar? Vou atingir o meu objetivo? Sim! Vamos estudar o ambiente, está tendo algum problema político? Social? Não está tendo problema nenhum em Fernando de Noronha, então, beleza, o ambiente, o macro ambiente está tudo certo, a gente só tem um pequeno problema, eu tenho 20 dias de férias e dentro de Fernando de Noronha eu não posso passar mais do que 5 ou 6 dias se eu não me engano, ele é uma reserva, né, natural e aí turisticamente ele não permite que você fique muitos dias lá dentro, isso seria um impeditivo também, eu teria que arrumar um plano B, um segundo momento das minhas férias para poder aproveitar o restante. Mas como eu disse anteriormente, problemas existem e eu só estou tentando identificá-los. E aí pode vir um outro problema dentro de um micro ambiente, eu decidi uma pousada, fui lá, gostei da pousada, vi fotos na internet, vou tentar fazer uma reserva, não existe vaga dentro dessa pousada, isso também é uma falta de recursos e que vai impedir essa minha viagem. Está ficando claro esse exemplo prático? Não estou falando de negócios ainda, eu estou fazendo uma coisa simples que é o planejamento estratégico de uma viagem de férias. Mais pra frente você vai entender melhor como isso se aplica dentro de um negócio, dentro dessa planilha que você acessou, aqui embaixo tem o link, você imprimiu né, o PDF e está preparado para a gente poder fazer os nossos exercícios aqui. E aí você acaba por conta desse número pequeno de dias que vai inviabilizar a sua permanência e também da falta de espaço na pousada, desistindo dessa estratégia também. E aí você vai para uma outra estratégia, uma 3º estratégia que é visitar os seus tios em Cabo Frio. Isso vai facilitar porque desses 20 dias você não vai pagar local né, você não vai pagar pousada, já viu com seu tio, tem o lugar lá, sem problema nenhum, aí você vai analisar o ambiente e vai perceber que lá tem, tem os seus tios, tem a sua família, né, a parte boa, mas também tem a parte ruim. Praia cheia, nem sempre está tudo limpinho, nem sempre está disponível para o banho, né, tá liberado para banho, o mar e é aquele inferno no final de semana, principalmente em época de férias. E você sabe que vai lhe faltar um recurso muito importante para a sua vida, paciência. E aí você pode pesar e falar: “Tentei, pensei estrategicamente e decidi que eu não vou para Cabo Frio. Eu tenho dinheiro, eu tenho os dias, eu não vou gastar com hospedagem, na minha família vai ter, mas me falta o recurso da paciência.” Pegar um engarrafamento gigante para ir, um engarrafamento gigante para voltar, às vezes não vou conseguir lugar para estacionar perto da praia, meu recurso paciência está curto e eu não vou fazer isso porque o meu objetivo é descansar. Está ficando claro todos esses exemplos que eu estou dando? Porque nem tudo são maravilhas e existem os problemas e eu tenho que pesar para poder tomar a minha decisão. E no final, as suas férias na hora de descansar, você faz o que? Você acaba ficando em casa assistindo netflix. A grande vantagem é o ambiente, você está na sua casa, fica tranquilo, pode ter mais conforto, está tudo pago também, você vai lá no supermercado, compra aquele negocinho que você não come no dia a dia para poder comer no final de semana, no final de semana você pode sair para almoçar e jantar com a patroa e tudo mais, então fica mais fácil você utilizar esse tipo de estratégia. Geralmente, a gente pensa em várias opções mas acaba ficando com essa última aí. Então, trocando todas essas explicações em palavras a gente tirou o conceito de que: “A estratégia determina como os recursos serão alocados para atingir o mercado definido, considerando todas as suas características e assim chegar no seu objetivo.” Esse conceito que está aqui, se aplica a esse exemplo simples que eu criei de uma simples viagem, mas ele se aplica também aos conceitos de marketing, principalmente marketing digital. E como sempre, todas as nossas estratégias começam analisando o ambiente, lembra que a gente fez isso no exemplo a pouco tempo atrás? Analise o ambiente que você vai atuar, para poder chegar ao seu objetivo. E quando se fala em ambiente, existem 3 opções, na verdade existem 2 opções muito fortes, muito conhecidas e 1 opção que você também tem que considerar sempre. Primeiro ambiente que você vai ter, é esse que está aparecendo aqui do lado, que a gente chama de macro ambiente. O macro ambiente é algo muito grande, é algo muito distante da sua empresa, das suas possibilidades, que você não tem, você não pode interferir a favor disso ou contra isso, isso acontece e você não pode fazer nada por isso. Por exemplo, quando você decidiu viajar para Paris, você não pôde fazer nada para melhorar a situação sociopolítica do país, mas é uma coisa que pode te afetar. Tudo aquilo que pode afetar a sua empresa, o seu negócio ou o seu serviço e que você não tem, a sua decisão não vai mudar em nada, a gente chama de macro ambiente. Tudo aquilo que está próximo a sua empresa, próximo das suas possibilidades e que as suas alterações podem interferir nele, a gente chama de micro ambiente. Então, parceiros, fornecedores, intermediários de marketing, tudo isso está na sua mão. Se um fornecedor não te atende direito, você muda de fornecedor; Se um cliente comprou uma coisa e está insatisfeito, você resolve o problema dele. A sua decisão consegue interferir com a situação. Deu para entender qual é a diferença entre macro ambiente e micro ambiente? E ainda existem algumas bibliografias o conceito ali do meiozinho ó, o conceito de ambiente interno. Que são coisas que você pode fazer dentro da sua empresa, para funcionamentos internos da sua empresa. Por exemplo, alguns funcionários, algumas regras de funcionamento interno, alguns livros consideram isso como parte do micro ambiente, eu gosto de considerar como ambiente interno. Então sempre que você começar a pensar em elaborar uma estratégia, comece analisando o seu ambiente interno, o seu micro ambiente e o seu macro ambiente. O que você pode se favorecer e no que você pode se prejudicar caso você não tenha visualizado esse tipo de coisa. É assim que funciona a estratégia, imagina que você decida viajar para Paris, você tem dinheiro, você pode ficar os 20 dias, mas você não analisou aquela característica socioeconômico política lá do país que está acontecendo, isso pode te trazer problemas. Não adianta você ter todo dinheiro, não adianta você ter toda a vontade de conhecer Paris, porque você pode passar por problemas, ficou claro qual é a ideia? Dentro de uma empresa, na hora que você balançar o serviço, você tenta ver quais são as características socioeconômicas, demográficas, genealógicas, geográficas e tudo que pode te ajudar e te atrapalhar como macro ambiente. Dentro da sua empresa, ambiente interno, quais são as regras de funcionamento, quais são as políticas internas, junto aos seus fornecedores, o seu micro ambiente, qual que vai te atender melhor, qual que faz os melhores preços e te dá uma melhor entrega, qual o melhor custo beneficio, isso tudo faz parte da sua estratégia de marketing. E a partir do momento em que você analisa tudo isso, do seu relacionamento, da sua relação com todo esse ambiente, chega o momento de criar um documento muito importante que vai te ajudar na criação dessa estratégia e futuramente no seu planejamento de marketing. Vamos entender um pouco mais sobre a matriz SWOT. A matriz SWOT ela é composta de 4 elementos identificados por essas letras: S,W,O,T. Basicamente eles são conhecidos pelo seu termo em inglês, que são: Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats. Começando pelo S, temos as Streengths, que são as suas forças. Quais são os seus pontos fortes? Qual é a coisa que você mais tem de poderoso aí na hora de criar o seu produto? O que o seu produto tem de tão bom assim? A letra W, são as Weaknesses ou então as suas fraquezas. Quais são os pontos fracos do seu produto? E não adianta dizer que: “Ah, o meu produto é maravilhoso, ele só tem pontos fortes.” Não! Todo o produto e serviço tem os seus pontos fracos e saber identificá-los é muito importante para a vida futura do seu produto. A letra O vem de Opportunities ou oportunidades. Geralmente são características do micro e macro ambiente que você identificou e pode utilizar seus poderes, suas forças que estão na parte de cima e fugindo um pouquinho das suas fraquezas e atender essa oportunidade. E o T são as Threats ou ameaças. Coisas que podem ameaçar a sobrevida, a longevidade do seu projeto, do seu produto ou do seu serviço. E é aí que entra o documento que eu falei para você imprimir, então ó, basicamente você vai imprimir o seu documento, o link está aqui na descrição, você verifica. Aqui em cima você vai colocar o seu nome e a sua cidade né, pra você poder, caso você queira compartilhar com a gente aqui né, tem um link embaixo também para você compartilhar os dados que você preencher. Aqui embaixo você tem a empresa, produto e serviço, qualquer coisa que você vá colocar aqui. Aqui do lado você tem a proposição única de valor, que você vai precisar fazer, eu já vou te ensinar o que é e aqui embaixo você tem a matriz SWOT, exatamente como estava aparecendo aqui na tela, exatamente como essa que está aparecendo grande. Então, esse documentozinho aqui que você vai ter, é exatamente a mesma coisa que você tem aqui na tela. Eu vou te explicar cada um dos componentes para você conseguir preencher né, eu recomendo que você faça várias matrizes SWOT do seu próprio negócio, de outros negócios, do negócio do seu concorrente, é importante pra caramba que você consiga entender e exercite bastante isso. Por isso que eu sugeri lá para você fazer a impressão de vários documentos né, aí você pega aquela folha que está disponibilizada aqui no link, imprime várias vezes e faz vários exercícios. Basicamente, o que a gente tem ó, as Streengths que são as forças né, o que você faz bem? O que tem de bom? o que o seu serviço tem de melhor? Quais são as maiores forças, quais são os melhores poder? O que ele tem de mais positivo? Quais são as características que tornam o seu produto algo único, até se diferenciando da concorrência? Por outro lado, as suas fraquezas são os pontos onde os seus produtos ou seus serviços podem melhorar. Você tem que ter clareza, eu tenho certeza que o Curso em Vídeo tem as suas necessidades, tem as suas fraquezas e eu tenho plena convicção de quais são elas. Faça a mesma coisa com o seu produto para que você não tenha problema de identificação do seu produto. E como eu disse anteriormente, lá na área de fraquezas, você vai ver no que os seus concorrentes são melhores do que você; e às vezes isso é difícil de reconhecer, mas tem, com certeza tem. Vamos agora para a parte de baixo das ameaças. Quais são as ameaças do seu macro ambiente? Algum problema político? Financeiro? Social? Ecológico? Pode afetar o seu produto ou o seu serviço? Analise isso e coloque como uma fraqueza. Ela não depende de você e você não vai conseguir fazer muita coisa para mudar isso, lembre-se disso. Além disso, você também tem que identificar quais são as suas fraquezas no ambiente micro, que aí fica mais fácil de você conseguir se movimentar para poder modificar as possibilidades. E também identificar quais são os recursos que o seu concorrente têm e não pense em recursos só como grana, coisas que a sua concorrência têm e que você não têm ou ainda não têm. E por fim, na área de oportunidades você também vai colocar quais são as oportunidades no ambiente macro, por exemplo, durante uma crise financeira que não tem nada haver comigo, eu não consigo melhorar essa crise financeira diretamente, mas durante a crise as pessoas começam a consumir mais cursos e isso é uma grande oportunidade para que eu crie cursos de determinada coisa, deu para entender como é que funciona a coisa? Pense também em quais são as oportunidades no ambiente micro, por exemplo, meu fornecedor ele está com a possibilidade de produzir mais, ele consegue, se eu comprar mais coisas, eu consigo reduzir o preço unitário do que eu vá né, encomendar com ele e eu também consigo com um investimento um pouco maior no montante, ter um grande desconto na produção e a média a longo e prazo eu facilito a minha linha de produção. E também na coluna de oportunidades, você vai colocar quais são as fraquezas que você identificou nos seus concorrentes e é por isso que é importante que você faça também a matriz SWOT do seu concorrente. Então quando você tiver criando um produto ou um serviço, pega duas planilhas dessa aqui e cria uma para você e uma para o seu concorrente ou uma para cada concorrente seu. E aí tudo que estiver na coluna fraqueza dele, vira uma oportunidade para você. Coisas que ele não está explorando, você pode explorar. Deu para entender como isso é planejamento estratégico de marketing? E nós vamos fazer o seguinte, eu vou fazer um trabalho com você, eu vou fazer 2 matrizes SWOT de produtos e de empresas, na verdade eu vou fazer SWOT de empresa inteira, mas você pode fazer matriz SWOT de um serviço ou de um determinado produto, por exemplo: a Apple tem o Iphone, mas ela vai lançar a capinha do seu celular Iphone, você vai fazer uma matriz SWOT para a capinha, uma matriz SWOT para o celular, ou então você faz também uma outra matriz SWOT mais genérica para a empresa Apple como um todo é importante que você anote todas essas características e faça quantas forem necessárias. E eu vou começar aqui com a matriz SWOT do McDonald’s. Vamos pensar aqui em uma visão um pouco mais afastada, como funcionaria o McDonald’s com as suas forças, com as suas fraquezas, com as suas oportunidades e com as suas ameaças. Vamos começar com as forças do McDonald’s, o que o McDonald’s tem de mais forte? O McDonald’s tem uma marca, uma marca muito forte e também que faz muito investimento em marketing. Constantemente você ver anúncios do McDonald’s na televisão, então isso é uma grande força para quem tem uma franquia ou para quem trabalha diretamente com o McDonald’s. Outra coisa muito forte que o McDonald’s tem é o preço competitivo. Você não vê outras hamburguerias, é claro, não vamos comparar com qualidade esse mundo gourmet que se criou de hamburguerias, mas, dentro do ramo de Fast-food, o McDonald’s tem uma qualidade muito boa e também tem um preço competitivo. Outra coisa muito importante, é que ele envolve, ele se envolve em patrocínio de vários eventos, ele se envolve muito em coisas sociais né, têm a casa do Ronald McDonald que trata de crianças com câncer, tudo isso são forças, são coisas poderosas que o McDonald’s têm a oferecer. Vamos ver algumas fraquezas, porque apesar de muita gente pensar: “Ah, não, mas o meu negócio não tem fraquezas.” Tem! Todo negócio, todo produto tem as suas fraquezas e é muito importante que você tenha consciência delas. A primeira grande fraqueza do McDonald’s é a pouca variedade em relação à alimentos saudáveis. Mesmo o McDonald’s se relacionando muito com a coisa de esportes, de olimpíadas e tudo mais, de pessoas saudáveis, atividades de pessoas saudáveis, ela não está totalmente ligada a essa imagem; ela tenta, mas ela não, né, está totalmente ligada a uma coisa, tipo: “Vou comer McDonald’s!” “Nossa, que comida saudável!” Não é bem assim que funciona. Outra coisa que é uma fraqueza do McDonald’s é a demora na hora que você pede alguma coisa especifica, né; se você têm um pedido específico, tirar um componente do hambúrguer, botar menos molho, tirar o picles, isso demora muito, a demora para isso é muito grande ainda, então eu identifiquei essa como uma das fraquezas da empresa. Outra coisa que pesa muito contra o McDonald’s é a sua má reputação em relação ao tratamento dos seus funcionários, você sabe que quem trabalha no McDonald’s não tem um salário muito grande, a rotatividade de gerência é muito grande, eles não respeitam tanto as leis trabalhistas e têm vários problemas com isso. Isso também, na minha visão, é uma grande fraqueza. Vamos partir agora para as ameaças! No caso do McDonald’s, uma grande ameaça é a saturação no ramo de Fast-food, existem várias outras marcas, né, Burguer King, Bob’s, se bem que Bob’s né, mas enfim, Giraffas, nossa, eu estou dando exemplos ótimos, têm outras hamburguerias chegando, então isso tudo é uma concorrência muito grande e essa saturação acaba pesando nos cofres da empresa. Outra ameaça é a crescente demanda por alimentação saudável, muita gente está entrando nessa coisa de: “Ah não, vida saudável, vida fitness” e tudo mais, e aí a primeira coisa que a pessoa corta é o McDonald’s, eu sei porque foi isso que eu fiz. Outra coisa que pode afetar né, o McDonald’s e que não têm diretamente relação com o micro ambiente dele e sim com o macro ambiente, é qualquer alteração de regulamentação da Anvisa. Qualquer coisa que mude em relação a autorização de alimentos e conservação e tudo mais, afeta diretamente o McDonald’s, é uma ameaça, coisas que o governo decide de uma hora para a outra são ameaças para esse tipo de negócio. E vamos marcar algumas oportunidades que o McDonald’s tem, a primeira coisa é que novas tecnologias reduzem custos, uma nova máquina de milkshake, uma nova tecnologia para construção, você via que antigamente as pessoas ficavam lá na chapa fazendo hambúrguer e agora os hambúrgueres ficam em uma gavetinha para poder manter eles, não sei se vocês já perceberam isso, e isso é o aumento da tecnologia, um avanço tecnológico facilitando o negócio, facilitando também o ganho de tempo de atendimento. Eu vou colocar relacionado mais ou menos com a fraqueza, a oportunidade que o McDonald’s têm de transformar o pouco do seu cardápio em algo mais vegano, em algo mais saudável, né, mesmo tendo né, o seu cardápio normal, ele pode criar, é a oportunidade que o McDonald’s têm de criar um cardápio alternativo para essas demandas que estão sendo criadas agora no mercado. E é claro que existem muitos outros pontos fortes, pontos fracos, oportunidades, ameaças, para o McDonald’s, eu identifiquei esses aqui, eu quero que você complemente esse exemplo. Então pega uma folha de papel e tenta colocar outras diferentes das minhas para o McDonald’s. E outro exemplo que eu vou fazer aqui é do Netflix, vamos ver quais são os pontos fortes do Netflix aqui por exemplo. Eu identifiquei o fácil acesso a múltiplus dispositivos, eu consigo hoje assistir a qualquer filme diretamente do meu celular, do tablet, da televisão inteligente, do meu computador. E o legal é que eu paro, assisto um pouco no celular, quando eu vou na televisão ele recomeça naquele mesmo ponto, isso tudo é uma grande potência, é um grande ponto positivo do Netflix. Outra coisa que é uma grande vantagem ultimamente é a disponibilização de títulos offline, então você consegue, vai fazer a sua viagem lá, que eu comentei anteriormente, você pode baixar os seus filmes favoritos, aquela sua série favorita no seu celular e assistir mesmo que você não tenha internet, ponto positivo para a empresa. Outra coisa é a quantidade gigante de conteúdo exclusivo. A Netflix está investindo em fazer séries novas, produzir conteúdo que só quem é assinante do Netflix pode ter acesso, isso também é um ponto positivo para que eu possa decidir por assinar esse serviço. E outra grande vantagem, é que durante o momento em que você está assistindo um vídeo, assistindo um filme, não existem propagandas! Então, você pagou a sua assinatura, mas, você não é incomodado por nenhum tipo de propaganda, coisa que acontece né, mesmo que você pague a TV a cabo, você ainda tem a propaganda. Como fraquezas do Netflix, eu apontei, em primeiro lugar, a maior de todas é essa primeira aí. A margem de lucro do Netflix é muito pequena, ela gasta muito com pagamento de direitos autorais, contratação de séries, de filmes, por isso ela está aumentando a quantidade de séries exclusivas, mas a produção de séries exclusivas também custa muito dinheiro, então acaba que o lucro líquido do Netflix ele não é tão grande quanto se espera. O faturamento dele é grande, mas o lucro líquido não é tão grande assim, isso é uma grande fraqueza do serviço. Outro grande ponto fraco do Netflix que a gente pode resolver isso a médio e longo prazo né, com o avanço das tecnologias, é a necessidade absoluta de ponto de internet. Você tem que ter internet no seu dispositivo para você conseguir né, assistir, mesmo que você possa baixar algumas coisas para ver offline, você tem que ter algum momento online para poder baixar essas coisas. Diferente da televisão que você não precisa ter internet hoje em dia. E outro grande ponto fraco é esse grande problema que ele tem de estar em vários países e aí são contratos específicos com governos, com empresas, com produtoras, distribuição de legendas, distribuição de né, o conteúdo dublado, tem que ser pago às vezes de novo, então tudo isso é um grande problema para o Netflix. Como ameaça, eu consegui visualizar aqui a concorrência com outros serviços de streaming. O Netflix foi o primeiro, mas ele não foi… primeiro o Netflix nem surgiu para streaming, ele surgiu para entrega de DVD’s na sua casa, depois ele mudou o plano de negócio dele, o modelo de negócios e foi o primeiro a trabalhar com streaming. Só que hoje em dia, com o crescimento do próprio Netflix, outros surgiram, né, o HBO tem lá seu plano de streaming, a Amazon também tem, ou a Amazon Prime se eu não me engano… Uma ameaça é a concorrência que está crescendo a cada dia. Outra grande ameaça é o uso de Torrent’s e a pirataria, né. Muita gente assina Netflix, alguns usuários capturam a série e disponibilizam para outros em forma de pirataria. Isso é uma grande ameaça porque o Netflix gasta muito dinheiro para produzir esse conteúdo e deixar exclusivo. A partir do momento em que a pirataria né, é claro que ela não é tão popular quanto a gente acha, mas a partir do momento em que isso acaba se popularizando, como quase se popularizou a pouco tempo atrás, um serviço chamado Popcorn Time, onde era muito fácil você né, baixar torrent e assistir filmes e séries, isso é uma grande ameaça e o Netflix tem que ficar de olho aberto com isso. Outra grande ameaça é a produção de conteúdo de outras áreas né, hoje a gente tem os jovens e até eu mesmo, né, que não sou muito jovem, eu consumo muito conteúdo do Youtube, Vine, outras plataformas de vídeo, principalmente o Youtube né, que tem aquela coisa de identificar o seu comportamento de assistir e tudo mais, sugerir outros vídeos, aquilo é um inferno, você nunca consegue assistir só um vídeo; isso é um grande problema também para o Netflix, ela tem que ficar de olho nisso. E em oportunidades, o Netflix já está aí cheio… porque? A internet está crescendo, novas tecnologias estão surgindo, isso facilita, por exemplo, a pouco tempo começou a transmissão de vídeos em 4k, resolução ultra HD, então isso facilita pra caramba a tecnologia, são sempre novas oportunidades de melhorar a qualidade do serviço. Outra característica que é uma grande oportunidade para o Netflix eles estão aproveitando isso como nunca, é a quantidade muito grande de cancelamentos que está acontecendo em planos de TV por assinatura. Muita gente está deixando de assinar a TV para poder ficar somente com Youtube e Netflix. Isso é uma tendência, isso é uma oportunidade para o Netflix, isso é um grande problema, isso é uma grande ameaça, isso é um grande ponto fraco para as TV’s por assinatura. Deu para entender como a gente consegue ligar uma matriz SWOT com outro? Por isso que é muito importante você criar a sua matriz SWOT do seu serviço e principalmente dos seus concorrentes. E aí fica o meu convite, cria a matriz SWOT do seu produto, do seu serviço, do produto e serviço do seu concorrente, de coisas relacionadas ao seu produto, porque a partir dessa estratégia que você vai criar, que você vai conseguir criar um plano de marketing. Que é o nosso próximo passo, né, utilizando os 4P’s do marketing, o uso da estratégia, sua matriz SWOT é de suma importância que você saiba criar isso daí. Então crie! Crie como exemplo uma matriz SWOT do seu celular, quais são as vantagens e desvantagens do meu celular, quais são as oportunidades que tem que a empresa vai poder ter. Então, tenta fazer assim a matriz SWOT do seu produto e serviço, mas compartilha com a gente! Aqui embaixo também vai ter um link para você compartilhar a sua matriz SWOT, tenta compartilhar uma matriz SWOT da fabricante do seu computador ou do seu celular, a matriz SWOT do seu celular ou do seu computador, para você conseguir entender o que são pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades. E além da criação da matriz SWOT, a criação da sua estratégia como você viu no formulário que você imprimiu, passa pela criação também da sua UVP ou Proposta Única de Valor. Toda empresa, todo serviço ele tem uma UVP que é basicamente uma frase que vai convencer o seu cliente a adquirir o seu produto e serviço e não o da concorrência. Para poder criar a sua UVP, é importante que você saiba responder a essas perguntas aqui ó: “Em qual mercado a gente vai competir?” “Em qual mercado o nosso produto vai competir?” Ou então: “Quais são as características do seu produto que são mais importantes?” “Quais são aqueles atributos que definem o seu produto?” Outra coisa, faça um teste com o mercado, faça um teste com pequenos públicos e vê qual é a percepção desse público em relação ao seu produto e serviço. Além disso, é importante que você saiba e identifique quais são os seus concorrentes em potencial, quais são os seus concorrentes já existentes e quais são aqueles que podem surgir com o tempo. E aí você vai definir quais são as possibilidades de posicionamento. E geralmente, essa UVP, essa Proposta Única de Valor, ela é composta por uma frase simples de se entender e que resume todas essas características perguntadas aqui do lado. Basicamente, o seu cliente, o seu consumidor, tem que responder a seguinte pergunta: “Porque que eu deveria comprar a sua marca e não a do seu concorrente?” “Porque eu deveria usar o seu serviço e não o do seu concorrente?” E aí várias marcas colocam né, disponível abertamente qual é a sua proposição de valor e eu vim trazer aqui alguns exemplos para que você possa identificar né, poder entender o que é a UVP. Vou começar aqui do lado com a BMW, a Proposta Única de Valor da BMW, né, aquela frase que identifica e não é o slogan, é a proposta, a proposição de valor, pra uma BMW, é: “A melhor máquina de dirigir.” Então se você falar essa frase para o seu cliente, ele vai falar assim: “É a melhor marca de se dirigir.” É claro, não pode ser mentirosa, você não pode falar assim: “Olha, o fusca é a melhor marca para dirigir, né.” “Eu comprei uma Fiat Uno e ele é o melhor carro, é o mais confortável do mundo.” Não é esse o objetivo. A Fiat Uno, sei lá, é, o tamanho dele, que ele cabe em qualquer lugar, ou é o consumo de combustível dele, ele não vai falar que é a melhor marca, mas a BMW vai trabalhar para que essa frase aqui que você está vendo aqui do lado, né, que essa Proposta Única de Valor, faça valer. E a gente já teve um problema a pouco tempo aí com a Friboi né, que a proposta de valor deles foi por água abaixo. Dando outro exemplo aqui, o Spotify. A Proposta Única de Valor do Spotify é: “Te mostrar a música certa para cada humor e para cada momento.” E é exatamente isso que ele faz. O Facebook por exemplo ta lá ó: “Ajuda a se conectar e compartilhar o que quiser com quem é importante em sua vida.” Né, é isso que ele tenta fazer. O Youtube, vamos ver qual é a proposta de valor do Youtube: “Oferece um local para as pessoas se conectarem, se informarem e inspirarem outras ao redor do mundo.” O que eu estou fazendo aqui, essas frases não foi eu que criei não, se você procurar, né, se procurar uma empresa, geralmente tem lá no site, tem lá: “A EMPRESA” e aí você tem qual é a proposição de valor, qual é o valor, quais são os valores da empresa e essas frases estão lá, o que eu fiz foi entrar no site dos fabricantes, entrar nessas marcas e ver qual era a proposição de valor de cada uma para você conseguir entender melhor como é que funciona o negócio. Essa proposição de valor, ela é muito importante, porque todo o seu plano de marketing, tudo aquilo que você vai fazer a partir daqui, é para conseguir atender a essa frase aqui né, e torná-la realidade, tornar ela a verdade. Vamos ver outros exemplos aqui ó, por exemplo a Uber, qual é a proposição de valor da Uber? “A maneira mais inteligente de andar por aí. Um toque e um carro vai até você.” É isso que eles tentam fazer. O Paypal ou “Paypal”, como a gente fala: “Alternativa mais eficiente para pagamentos, criando uma experiência online mais rápida, simples e segura.” Muito boa. Agora a mais curiosa de todas, é a proposição de valor da Apple, da última aqui, que é uma das menores que a gente já viu até hoje, que é: “Pense diferente.” Aí você fala assim: “Nossa! Pense diferente? Não é uma boa proposição de valor, ela não deixa tão claro assim.” E o pior é que ela deixa. Se você pensar na campanha que foi criada do pense diferente, para que essa proposição de valor que foi colocada aqui se tornasse realidade, é de cair o queixo no chão. Essa propaganda você está prestes a ver aqui e esse vídeo que você está prestes a ver, ele aconteceu lá na década de 80 e ele foi narrado pelo próprio Steve Jobs, eu não trouxe com o áudio original, em partes para que você seja né, impactado pela mensagem em português e em segundo lugar, porque essa mensagem ela foi gravada por um querido amigo meu, que é o Guilherme Briggs! Queria mandar um grande abraço para ele: “Abraço Gui!” e essa mensagem ficou sensacional na sua voz. Tente escutar isso, claro que você está ouvindo com a voz do Guilherme Briggs, do Optimus Prime, do Buzz Lightyear e tudo mais, mas saiba que essa propaganda foi gravada com a própria voz do Steve Jobs. Isto é para os loucos; Os desajustados, os rebeldes, os criadores de caso; Os que são peças redondas nos buracos quadrados; Os que vêm as coisas de forma diferente, eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo Status Quo. Você pode citá-los, discordá-los, glorificá-los ou difamá-los; A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los; Porque eles mudam as coisas. Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam. Eles exploram. Eles criam, eles inspiram… Eles empurram a raça humana para a frente. Talvez eles tenham que ser loucos. Como você pode olhar para uma tela em branco e ver uma obra de arte? Ou sentar em silêncio e ouvir uma música jamais composta? Ou olhar para um planeta vermelho e ver um laboratório sobre rodas? Enquanto alguns nos vêem como loucos, nos vemos gênios. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que de fato mudam. Cara, é de arrepiar, não é? Qual é a proposição de valor da Apple? A Apple oferece coisas para pessoas que pensam diferente. Sabe, é um lixo… Normalmente as pessoas, elas seguem um padrão, mas quem foge do padrão é chamado de maluco, né, não é bem visto e eles focaram nessas pessoas. Você é um público seleto, você pensa diferente e tudo mais. Não concordo com tudo, né, que eles falam, não concordo… A Apple, ela deu uma modificada no seu modelo de negócio de um tempo para cá, mas ela sempre pensa diferente. E se você está aí pensando: “Tá Guanabara, você falou aí da UVP de várias empresas, fala um pouquinho da UVP do Curso em Vídeo, o Curso em Vídeo tem UVP?” Tem sim, meu querido! O Curso em Vídeo tem matriz SWOT, o Curso em Vídeo tem plano de marketing, o Curso em Vídeo tem tudo isso. E eu vou compartilhar com vocês aqui, a Proposta Única de Valor que eu idealizei pro Curso em Vídeo. A minha frase, foi eu que criei, saiu do meu coração e é esse o príncipio do Curso em Vídeo, vê se ele não atende! É compartilhar conhecimento técnico de maneira simples, organizada, sólida e (por que não?) divertida. É isso que tá no DNA do Curso em Vídeo, é isso que desde o início eu quero te ensinar, tecnologia de uma maneira simples, objetiva, utilizando todos os meus conceitos de didática, tudo aquilo que aprendi todos esses anos dando aula e sendo o bobo, o palhação,
a coisa tem que ser divertida, tem que ser descontraída, é assim que funciona o Curso em Vídeo e é assim que ele sempre vai ser. Então é isso, pequeno gafanhoto! A gente volta na próxima semana, continuando, dando continuidade aqui ao processo de marketing. A gente já viu lá: Entender necessidades, elaborar estratégia e a partir de agora, a gente vai dar continuidade na aula que vem, falando nas próximas aulas sobre: Programa de marketing e construir relacionamentos. E aí, finalmente, a gente termina essa parte conceitual de marketing e parte pra parte de marketing digital. Eu espero que os princípios criados pelas empresas, eles te toquem, eles te inspirem a criar seu próprio negócio, a criar a sua própria empresa e a criar seu plano de marketing pro seu produto ou pro seu serviço. Uma dica que eu dou, você consegue fazer matriz SWOT até para você mesmo como profissional, até pra você mesmo como programador. Então ó, pega mais um papelzinho desse aqui e tenta criar uma matriz SWOT de você, de você como profissional. “Quais são os meus pontos fortes ?”, “Quais são os meus pontos fracos ?”, “Quais são as minhas ameaças ?”, “Quais são as minhas oportunidades ?”. Com certeza isso vai te ajudar profissionalmente também na sua carreira. Então é isso, pequeno gafanhoto, a gente fica por aqui e eu espero que você tenha gostado dessa aula, espero que você clique aqui no “izinho” de interatividade dá uma visitada no nosso glossário, tem muitos termos que estão lá e que a gente vai poder utilizar, vai precisar ter esses conceitos e o glossário já está aqui disponível há uma playlist diferente do Youtube mas tá tudo lá no site do Curso em Vídeo, disponível pra você. Aqui também está aparecendo alguns vídeos, espero que você dê procedimento aos estudos, aos seus estudos de marketing digital aqui pelo Curso em Vídeo. Muito obrigado a Hostnet hospedagem de site pela patrocínio desse curso sem você que está assistindo e sem a Hostnet patrocinando, nada disso seria possível. Um forte abraço e até a próxima.

 


Continuação: Leia o próximo artigo:  Os 4P’s do Marketing – Marketing Digital #07

Retornar: Leia o artigo anterior:  Trocas, Relacionamentos e Mercados – Marketing Digital #05

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Quer aprender técnicas de marketing digital para vender seus produtos ou serviços pelo whatsapp todos os dias?

Receba pagamentos em até 5 minutos!

Vender seu produto ou serviço todos os dias

Conquistar o seu cliente

Imagine triplicar seu lucro